A intercessão celeste da Mãe da graça divina

n-sra-gracas

Maria exerce o seu papel de “advogada”, cooperando quer com o Espírito Paráclito, quer com Aquele que na cruz intercedia pelos Seus perseguidores (Cf. Lc. 23, 34) e ao Qual João chama o nosso “advogado junto do Pai” (Jo 2,1). Como mãe, Ela defende os seus filhos e protege-os contra os danos causados pelas suas próprias culpas.

Os cristãos invocam Maria como “Auxiliadora”, reconhecendo-lhe o amor materno que vê as necessidades dos seus filhos e está pronto a intervir em ajuda deles, sobretudo quando está em jogo a salvação eterna.

A convicção de que Maria está próxima de quantos sofrem ou se encontram em situações de grave perigo, sugeriu aos fiéis invocá-la como “Socorro”. A mesma confiante certeza é expressa pela mais antiga oração Mariana, com as palavras: “sob a vossa proteção recorremos a vós, Santa Mãe de Deus: não desprezeis as súplicas de nós que estamos na prova, e livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita!” (Do Breviário Romano).

Como Medianeira materna, Maria apresenta a Cristo os nossos desejos, as nossas súplicas e transmite-nos os dons divinos, intercedendo continuamente em nosso favor.

(L’Osservatore Romano, ed. Port. n.39, pág.12 (448)

Anúncios

2 comentários sobre “A intercessão celeste da Mãe da graça divina

  1. por mariete araujod os santos marcos batista janilson araujo dos santos familaires e amigos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s